Estruturas para a aquicultura

Estruturas para a aquicultura

- Viveiros escavados ou baias (rãs) – escavação no solo que permite profundidade e a formação de um reservatório de água. Este reservatório pode ser revestido (lona, geomembrana, cimento, fibra ou outros materiais). Tem entrada e saída de água. Geralmente utilizado para cultivo de peixes, camarões, rãs e jacarés.
- Tanques-rede ou gaiola flutuante – estruturas feita de diferentes tipos de tela (em arame, plástico ou outros materiais) que boia, permite a circulação de água para os animais que estão lá e não tem contato direto com o solo. Este tanque rede é fixado no solo através de cordas, poitas, cabos de aço ou âncoras. Geralmente utilizado para cultivo de peixes.
- Cercados – estruturas de madeira fixas no solo, em baixa profundidade e com pouca influência de maré;
- Cordas – Cordas esticadas na água entrelaçadas por redes, que flutuam na água e suas extremidades são presas por poitas para permanecerem fixas. Geralmente utilizadas para cultivo de algas.
Sistemas Flutuantes para criação de moluscos: Utilizados na zona abaixo da maré, onde os animais ficam permanentemente imersos na água, sendo que a instalação pode ser feita em long-lines (espinhel) ou balsa.
- Cultivo em Long-lines (espinhel) – Consiste em um cabo único mantido na superfície do mar por flutuadores, distribuídos uniformemente a cada metro, e preso nas extremidades no fundo do mar por poitas de concreto. Entre as bóias desse cabo, são atadas as lanternas de cultivo.
- Cultivo em Balsas – As balsas são formadas por uma plataforma de 4 x 6 metros até 7 x 14 metros, geralmente de madeira, com um conjunto de bóias e fixadas no local por uma das poitas de ancoragem. A engorda também é feita em “lanternas” presas nessas estruturas.
- Lanternas - são as estruturas onde são acondicionadas as ostras, em alguns lugares são chamadas de gaiolas. Estas são compostas por bandejas ou pratos de 40 cm de diâmetro envoltos por uma tela de diferentes tamanhos de abertura, variando com o tamanho das ostras.
- Sistema Fixo (Cultivo Mesas/travesseiros) - O cultivo em travesseiros é recomendado para regiões de mangue com grandes variações de marés e em áreas rasas. A maneira mais apropriada para essa modalidade é o uso de mesas de engorda. Os travesseiros ficam fixos horizontalmente as mesas feitas de PVC, bambu ou madeira.
Reproduzido do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, disponível em: http://www.agricultura.gov.br/assuntos/pesca-e-aquicultura/aquicultura

Postagens mais visitadas deste blog

Produção comercial e rentabilidade da aquaponia: resultados de uma pesquisa internacional

Espécies de camarões cultivadas no Brasil

Cultivo de camarões de água doce