Como a inovação na aquicultura é conceituada e gerenciada? uma revisão sistemática da literatura e um quadro de reflexão para informar análise e ação

Como a inovação na aquicultura é conceituada e gerenciada? uma revisão sistemática da literatura e um quadro de reflexão para informar análise e ação

"How is innovation in aquaculture conceptualized and managed? A systematic literature review and reflection framework to inform analysis and action"
Joffre et al., 2017. Aquaculture.Volume 470, 1 March 2017, Pages 129-148


A aquicultura experimentou um crescimento espetacular nas últimas décadas, durante as quais a inovação contínua tem desempenhado um papel importante, mas enfrenta críticas crescentes em relação às suas práticas de sustentabilidade ecológica e social e aos desafios resultantes para os processos de inovação futuros. No entanto, segundo Joffre e colaboradores, na literatura sobre aquicultura, há um conhecimento sistemático limitado de como a inovação foi abordada em termos de como o foco e o alcance dos processos de inovação da aquicultura são entendidos e gerenciados.

Nesse contexto, o estudo feito por Joffre e colaboradores e publicado na revista Aquaculture em 2017 teve como objetivo analisar as diferentes abordagens da inovação utilizadas no desenvolvimento da aquicultura. Eles realizaram uma revisão sistemática da literatura na aquacultura, usando uma lente analítica derivada de três principais tipos de literatura sobre abordagens para conceituar e gerenciar a inovação: abordagens orientadas para a tecnologia, sistêmica e empresarial e gerencial para a inovação. Foram selecionadas cem publicações da literatura sobre aquicultura sobre o tema da inovação na aquicultura. 

A análise identificou a abordagem da Transferência de Tecnologia como ainda a abordagem predominante da inovação na aquicultura. Mesmo com a integração de elementos de abordagens sistêmicas, a maioria dos estudos permanece focada no nível da fazenda e é orientada pela tecnologia. Foram encontrados estudos multidimensionais, integrando dimensões técnicas, biofísicas, políticas e institucionais da inovação na aquicultura, mas os estudos que analisam as interações entre os níveis permanecem escassos, enfatizam fortemente a dimensão institucional e não têm foco na gestão do processo de inovação. Os estudos com fertilizações cruzadas entre diferentes abordagens para a inovação da aquicultura são limitados, mas abordam questões de pesquisa específicas sobre a medida em que os grupos-alvo específicos são incluídos nas intervenções e a necessidade de incorporar diversas dimensões na análise dos processos de inovação.

De acordo com o estudo, a pesquisa em aquicultura e o design de tecnologia que alimentem a inovação na aquicultura podem se beneficiar de abordagens de gerenciamento de inovação que integrem feedback constante aos usuários, especialmente quando grupos específicos estão sendo direcionados para uma maior inclusão e, portanto, podem promover melhores interações multidirecionais entre múltiplos atores relacionados à área de aquicultura. Isso ajudaria a elevar a análise, que é predominante apenas no nível das fazendas, e a melhorar a integração das dimensões institucional, política, econômica e sociocultural para uma melhor gestão do processo de inovação.

Segundo os autores, o estudo da inovação na aquicultura precisa levar em consideração o papel importante dos atores do setor privado e fazer melhor uso de abordagens sistêmicas para elucidar ainda mais os multidimensionais e multi-níveis atores no complexo sistema da aquicultura. Em última análise, a pesquisa interdisciplinar sobre a inovação da aquicultura poderia fornecer insights importantes para o desenvolvimento de um setor de aquicultura resiliente e sustentável.


Veja o artigo completo, em inglês, no site da revista Aquaculture 
(http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0044848616312509)

Postagens mais visitadas deste blog

Produção comercial e rentabilidade da aquaponia: resultados de uma pesquisa internacional

Espécies de camarões cultivadas no Brasil

Cultivo de camarões de água doce