A piscicultura e o ambiente - o uso de alimentos ambientalmente corretos em piscicultura


A piscicultura e o ambiente - o uso de alimentos ambientalmente corretos em piscicultura

Com informações de Cyrino et al., 2010. Revista Brasileira de Zootecnia, vol. 39.

Os autores afirmam que "embora a ciência da nutrição de peixes esteja longe de estabelecer um padrão geral de exigências nutricionais, a necessidade de desenvolvimento de alimentos de baixo impacto poluente há muito faz parte da agenda das comunidades científica e empresarial internacional da aquicultura". 

Segundo Cyrino e colaboradores, "não só é absolutamente possível formular alimentos ambientalmente corretos, como é necessário modelar a formulação destes alimentos. Porém, é necessária absoluta acurácia para atender formulações espécie-específicas, considerando-se as interações da biologia e fisiologia nutricional das espécies com os alimentos e com as variações abióticas do meio". 

Os autores destacam que "o conhecimento disponível sobre as mais de 200 espécies de peixe produzidas comercialmente no mundo é ainda incipiente e os sistemas de produção de peixe, nos diferentes regimes de exploração, estão implantados em todas as condições ecológicas possíveis". 

Nesse contexto, o trabalho conclui que a produção de rações ambientalmente menos impactantes depende da "ação coordenada e positiva de produtores, indústria da alimentação, agências regulatórias e instituições de ensino e pesquisa para definir os parâmetros necessários à consecução deste objetivo" e destaca a dificuldade para que essa articulação aconteça.

Consulte o artigo completo em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-35982010001300009

Postagens mais visitadas deste blog

Produção comercial e rentabilidade da aquaponia: resultados de uma pesquisa internacional

Espécies de camarões cultivadas no Brasil

Cultivo de camarões de água doce